QUAL BROCA DEVO USAR?

Seja você profissional ou hobbista, confira esse guia!

Além de ajudar na qualidade do serviço, usar a broca certa garante economia e segurança.

 

Brocas servem para fazer furos, isso você já sabe! Mas dependendo do tipo de furo que se deseja fazer e do material a ser perfurado, escolher a broca certa é imprescindível para garantir um bom acabamento e a longevidade das suas brocas:

1- Broca de três pontas: Indicadas para furos em madeira, tanto moles quanto duras. Fabricadas em aço carbono, apresentam bastante resistência ao calor gerado pelo atrito com a madeira. A ponta central funciona como um guia, impedindo que abroca “escape” durante a furação.

2- Broca de widea: Possuem a ponta em forma de flecha, são duras e resistentes, ideais para furar paredes, cerâmica, mármores e até mesmo concreto. Elas não possuem muita afiação, pois devem ser usadas na função martelete, puncionando o local do furo. Não devem ser usadas em nenhum outro tipo de material.

3- Broca de aço rápido: Ideais para furos em metais, elas também funcionam muito bem em madeiras ou plásticos (dadas certas ressalvas). São helicoidais e com corte à direita (porém, existem modelos com corte à esquerda, para aplicações específicas), e deve-se evitar a queima de sua ponta por meio de um óleo ou outro líquido resfriador.

4- Brocas SDS-Plus e SDS-Max: São basicamente brocas de widea, para uso em paredes, cerâmicas e pedras, mas são voltadas para o uso profissional, e possuem um tipo de encaixe rápido, que permite facilidade na troca, e evitam o deslizamento da broca no mandril em usos mais intensos.

5- Broca serpentina: Feitas para todo tipo de madeira, são ideais para furos longos em peças maiores. Apresentam um excelente acabamento final, inclusive em madeiras úmidas, e escoamento eficiente dos cavacos.

6- Broca chata: Como se pode observar pelo seu formato, são brocas próprias para furos mais largos em madeiras mais espessas. Podem furar também plásticos ou similares, mas jamais paredes ou aço.

7- Serra copo: Também utilizadas para furos mais largos, porém usadas em furos passantes. Podem ser utilizadas em diversos materiais, desde madeiras e plásticos, até paredes e aço, mas deve-se atentar ao tipo de serra copo para cada aplicação. As diamantadas, por exemplo, são ideais para paredes e aço, enquanto as serrilhadas servem apenas para madeiras e plásticos.

8- Broca escalonada: É bastante incomum e pouco utilizada no Brasil, mas apresenta grande vantagem para furos em chapas metálicas, uma vez que se pode controlar o diâmetro do furo (dentro dos limites da broca), sem ter que trocá-la. Além disso, possui excelente acabamento, pouco aquecimento e não deforma o material.

9- Broca fresa: Apesar do nome, a broca fresa é mais uma fresa do que uma broca. Normalmente, são utilizadas para furos cilíndricos e não passantes, e oferecem um excelente controle e acabamento do entalhe. Uma aplicação recorrente, é para fazer os rebaixos das dobradiças de móveis.

10- Broca escariadora: Como o nome já diz, servem para fazer “escariados”, ou seja, aqueles rebaixos para inserção de parafusos de flange cônica. Podem ser peças únicas, ou estarem acopladas a uma broca convencional de aço rápido ou de 3 pontas. Dessa forma, são aplicáveis a metais ou madeira.

Agora que você já conhece a maioria das brocas, é só montar o seu “pequeno” kit e mãos à obra!

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s