PLAINA ELÉTRICA OU MANUAL?

Sabe qual plaina é mais adequada?

Confira nosso comparativo e escolha a melhor para você.

 

Plainas, sejam elétricas ou manuais, servem para o mesmo propósito: Aplainar! Ou seja, elas realizam desbastes na madeira a fim de tornar a superfície plana, ou para fazer pequenos rebaixos. Porém, a diferença de preço entre os modelos elétricos e os manuais pode ultrapassar os 300 reais, então é bom levar em conta alguns fatores importantes:
Plaina Manual: Obviamente, exige mais esforço do operador, mas dispensa energia elétrica, o que pode ser uma grande vantagem para quem trabalha em regiões mais remotas, ou em obras no estágio inicial, que ainda não dispõe de instalação elétrica.

Permite regulagens “finas”, mas precisam ser constantemente afiadas para garantir um uso eficiente e um bom resultado final. Elas funcionam exclusivamente no sentido dos veios da madeira, retirando lascas de diferentes espessuras. As famosas plainas japonesas são capazes de tirar lâminas tão finas quanto uma folha de papel. A habilidade do operador é essencial para esse tipo de ferramenta.

São mais indicadas para serviços esporádicos e artesanais. Custam entre 25 e 60 reais.

Plaina Elétrica: Apesar de parecer uma “versão elétrica” da plaina manual, seu princípio de funcionamento é bastante diferente. Ao invés de tirar “lascas” da madeira, a plaina elétrica funciona como uma fresa, com um êmbolo rotativo dotado de lâminas que desbastam a madeira. Sendo assim, podem ser usadas no sentido dos veios da madeira ou não.

O sistema de regulagem é ainda mais preciso, pois permite um ajuste de profundidade em “clicks” de 0,5 a 2 mm, dependendo do modelo, além de possuírem guias de corte bastante úteis. Exige pouco esforço e habilidade do operador, mas exige cuidado redobrado, pois a alta rotação das lâminas pode facilmente dilacerar um dedo. O preço varia entre 175 e 450 reais, dependendo da marca e da potência.

 

Talvez você ainda se pergunte: Mas porque preciso de uma plaina, seja ela elétrica ou manual? A plaina é perfeita para aquele desbaste que é muito pequeno para ser feito com uma serra, e muito grande para ser feito com uma lixa. Apesar de ser uma definição bastante simplista, representa bem, até certo ponto, a aplicabilidade de uma plaina. Particularmente, não abro mão de uma plaina elétrica, mas carrego sempre uma plaina manual na caixa de ferramentas. Afinal, e plaina manual me custou irrisórios 25 reais!

Bom trabalho, e um forte abraço!

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s